Connect with us

Lançamentos

Gugs lança clipe de ‘Entre a Luz e Sombra Me Debato’; assista

Clipe conta com produção da Dahora Filmes e XILA, e direção de Jonas Pires.

Foto: Reprodução/YouTube.

O rapper Hugo Gugs, mais conhecido como Gugs, está de som novo na área. Entre a Luz e Sombra me Debato, seu mais recente single, acaba de ganhar videoclipe inédito, já liberado no YouTube.

Assista abaixo:

“Tá na rua galera, meu segundo som solo do ano! Muito obrigado geral que participou desse trampo”, publicou o rapper em seu perfil oficial no Facebook.

O clipe conta com produção da Dahora Filmes e XILA, com direção da Jonas Pires e edição de Gabriel Camacho. Já a faixa conta com produção musical de Gugs, gravação pela RajaHomeStudio e mixagem e masterização de Ramiro Mart.

Acompanhe aqui as novidades do rapper Gugs. Veja, abaixo, a letra oficial de Entre a Luz e Sombra Me Debato:

VERSO 1

Vivendo esperando a morte
inventando o que eu escrevo
vai viver quem tiver sorte
ou melhor quem tiver medo

o que tu quer de mim
ainda tira teu sossego
é que eu te mostro quem eu sou
e tu perde todo o desejo

Mais um Klint, outro surto
refém do meu vício todo
outro beat, outro…
desenrolo e mastigo todo e te entrego

trazendo luz pra cego
enquanto os prego se pregam
há… não viaja nego
É que o resumo da vida é a morte

vivendo sozinho, te abraça
dividindo meus anjos com a desgraça
quantas vida em jogo, pensa, aperta o passo
enxergando bem melhor com a venda vê se não embaça

não fode sai de cima loko
tanto fez, tanto faz
vai te embora paz te faz de doido
é que os maluco daqui é no balão

e a bala que vocês falam
aqui não é de trance não vai desacredita
o que cês falam até vocês não acreditam
essas lombra de loló cês tão mais pra Tiririca

A arte é foda
a carne é fraca
o vento sopra
o amor é triste
pra quem se joga no jogo
é tudo clone, muda os bobo

REFRÃO
Venderam meus irmãos tão barato
entre a luz e sombra me debato
juntando meus cacos pra escrever pra ti
só não espera nada. o mesmo medo acoraja

VERSO 2
Dançando a valsa da morte
brindando com os demônios
Mc caralho o que teu pesadelo
é meu sonho

sujo igual o reviver
mais um klint vou tragando
pra quem só bebe Gaúcho
São Braz é mesmo estranho

me sinto um tanto
intruso onde eu sempre estive
salve Camelo, Gil Leros
estilo Origes na marquise.

Falso como teu abraço
uns que são, outros que fingem
ladrão sem coração
só no talento

1,2 nem me viu sumiu no vento
pique barata danada
não corre que eu to te vendo
não durmo que vivo menos

acordado vivo mais
fala pra skatopia pira a noite
vira o dia mas
só não posso me deixar levar

mas levando as oferendas
que deixaram pra Iemanjá
só não marca na calçada que é pro dono não levar
Catch a Fire vai beirando o teto até umas horas

REFRÃO
Venderam meus irmãos tão barato
entre a luz e sombra me debato
juntando meus cacos pra escrever pra ti
só não espera nada. o mesmo medo acoraja

Em alta agora