Connect with us

Eventos

Circuito Especial: Palco Giratório traz para São Luís o Circo Biribinha

Programação especial ocorrerá entre os dias 7 e 12 de julho.

Foto: Divulgação.

A tecnologia ampliou bastante o conceito de entretenimento e essa nova realidade é um desafio para artes milenares como o circo. Resgatando e reconhecendo essa mágica expressão e o importante legado do Palhaço Biribinha (Teófanes Antônio Leite da Silveira), baiano radicado em Alagoas, o circuito especial do projeto Palco Giratório apresenta o Circo Biribinha, em São Luís.

De 7 a 12 de julho, uma lona de circo ficará montada ao lado do Terminal de Integração da Praia Grande, funcionando como ponto de encontro para números da Cia. Teatral Turma do Biribinha e de grupos circenses locais, ações formativas e palestras. Toda a programação é gratuita.

O Circo Biribinha, ao lado de grupos maranhenses, promete alegrar e entreter o público com trapalhadas, tombos e malabares e quem comanda essa brincadeira é ninguém menos que Biribinha. O palhaço tradicional e a música inusitada são as principais características da sua companhia familiar fundada há 30 anos.

Este ano, Teófanes Silveira, o Biribinha, comemora 60 anos de trajetória do circo-teatro nordestino e a proposta do projeto Palco Giratório é fazer uma justa homenagem a esse ícone da linguagem circense, apresentando uma viagem pela história do circo e dos palhaços tradicionais, refletindo e discutindo sobre as perdas e ganhos do artista circense durante sua trajetória.

O espetáculo O machão – Tudo por causa do Tobias, com classificação de 12 anos, abre a programação do Circuito Especial em São Luís. Nesta divertida trama, o palhaço Biribinha vive um chefe de família que um dia resolve cair na farra com o seu melhor amigo. Só não esperava que sua amante fosse procurá-lo em sua própria casa. Sensacional comédia, com muita bagunça e confusão.

Ainda na agenda de apresentações da Cia. Teatral Turma do Biribinha, O jacá do Caburé e Magia. O talento maranhense entra em cena com Atrapalhaças (Cia. MiraMundo Produções Culturais), Circo Penico sem Tampa (Palhaça Fulustreca, Palhaço Biruta e Palhaço Manga Rosa) e Palhaçaria, Malabarismo, Equilibrismo e outros ticalacaticas (Coletivo O Circo Tá na Rua).

Para os interessados pela arte do riso, o Sesc propõe, ainda, o Pensamento Giratório Circo e palhaços tradicionais no Brasil: história, desafios e perspectivas com a Cia. Teatral Turma do Biribinha e MiraMundo Produções Culturais, um debate sobre o movimento de resistência do circo no Brasil, além da Oficina Traquinagens em traquitanas, ministrada pelo Biribinha nos dias 8 e 9 de julho, das 14h às 18h, na Casa do Maranhão, que aborda a confecção e utilização de elementos cênicos pelos palhaços tradicionais.

Com vagas limitadas e destinada a atores e palhaços, os interessados podem se inscrever gratuitamente de 18 de junho a 3 de julho pelo link.

Além de estar sendo reverenciado pelo Sesc com o projeto Palco Giratório, rodando o país com seu circo-teatro, Biribinha recebeu em 2018 homenagem no 1º Festival Internacional de Circo, que ocorreu na capital paulista.

Programação

7/7 (sábado);
18h às 19h30 – Espetáculo: O Machão – Tudo por causa do Tobias (Cia. Teatral Turma do Biribinha – AL);
Nesta divertida trama, o palhaço Biribinha vive um chefe de família que um dia resolve cair na farra com o seu melhor amigo. Só não esperava que sua amante fosse procurá-lo em sua própria casa. Sensacional comédia, com muita bagunça e confusão;
Local: Av. Senador Vitorino Freire (ao lado do Terminal de Integração da Praia Grande).

8/7 (domingo);
14h às 18h – Oficina: Traquinagens em traquitanas (Cia. Teatral Turma do Biribinha – AL);
A oficina de traquitanas é uma oportunidade de o aluno aprender a confeccionar e utilizar elementos cênicos utilizados pelos palhaços tradicionais e desta forma entender o efeito e o valor de cada uma delas para as cenas e para a construção do comportamento do palhaço;
Local: Casa do Maranhão (Rua do Trapiche, Praia Grande).

18h às 19h – Espetáculo: Atrapalhaças (Cia. MiraMundo Produções Culturais – MA);
Palita Presepada e Miss. Banana são amigas, mas estão afastadas há muito tempo. Reencontram-se para apresentarem um grande show promovido pelo palhaço Anônimo, que tenta reaproximá-las por meio da magia do circo. Entre muitas trapalhadas, disputas e rivalidades as palhaças nos dão uma grande lição de amizade, paz e alegria;
Local: Av. Senador Vitorino Freire (ao lado do Terminal de Integração da Praia Grande).

9/7 (segunda-feira);
14h às 18h – Oficina Traquinagens em traquitanas (Cia. Teatral Turma do Biribinha – AL);
A oficina de traquitanas é uma oportunidade de o aluno aprender a confeccionar e utilizar elementos cênicos utilizados pelos palhaços tradicionais e desta forma entender o efeito e o valor de cada uma delas para as cenas e para a construção do comportamento do palhaço;
Local: Casa do Maranhão (Rua do Trapiche, Praia Grande).

19h às 20h – Espetáculo: Circo Penico sem Tampa (Palhaça Fulustreca, Palhaço Biruta e Palhaço Manga Rosa – MA);
Espetáculo circense de rua que agrega palhaçaria, mimica, bonecos, mágica e malabarismo em uma divertida brincadeira com os Palhaç@s Jasmim Manga Rosa (Gilson César), Biruta Lelé da Cuca (André Coelho) e Fulustreca (Sandra Cordeiro), que somam suas habilidades transformando os espaços de apresentações em um grande picadeiro;
Local: Av. Senador Vitorino Freire (ao lado do Terminal de Integração da Praia Grande).

10/7 (terça-feira);
10h às 11h – Pensamento Giratório: Circo e palhaços tradicionais no Brasil: história, desafios e perspectivas” com a Cia. Teatral Turma do Biribinha – AL e MiraMundo Produções Culturais – MA;
Vamos trazer para reflexão e debate o significado da comemoração dos 60 anos de carreira do Biribinha. Será uma viagem pela história do circo e dos palhaços tradicionais, refletindo e discutindo sobre as perdas e ganhos do artista circense durante sua trajetória. É também momento de traçar novos planos, firmar novas parcerias e acima de tudo, comemorar;
Local: Av. Senador Vitorino Freire (ao lado do Terminal de Integração da Praia Grande).

19h às 20h – Espetáculo: Palhaçaria, Malabarismo, Equilibrismo e outros ticalacaticas (Coletivo O Circo Tá na Rua/MA)
Um palhaço em cena percorre os campos da arte circense, demonstrando técnicas de malabares, equilibrismo e outras coisas mais. O espetáculo faz um resgate das tradições circenses ao relembrar números clássicos de palhaços do circo, fazendo o público rir ao oscilar entre o fracasso e o sucesso;
Local: Av. Senador Vitorino Freire (ao lado do Terminal de Integração da Praia Grande).

11.7 (quarta-feira)
19h às 20h – Espetáculo: O jacá do Caburé (Palhaço Caburé/Jean Pessoa – MA);
Espetáculo de variedades onde o Palhaço Caburé mostra suas inúmeras habilidades. Habilidades desenvolvidas durante a pesquisa teórica – prática do palhaço tipicamente brasileiro: o brincante e o palhaço de rua;
Local: Av. Senador Vitorino Freire (ao lado do Terminal de Integração da Praia Grande).

12.7 (quinta-feira);
19h às 20h30 – Espetáculo Magia (Companhia Teatral Turma do Biribinha – AL);
Produzir e dirigir um filme sem elenco e sem dinheiro? Só se for com magia. E assim começa a saga de um palhaço que é contratado para este desafio. Sem a mínima condição, mas também sem poder abrir mão desta oportunidade, Biribinha usa velhos truques de mágica aprendidos no circo para fazer o filme e tentar colorir mais uma vez a sua vida, que estava meio sem cor;
Local: Av. Senador Vitorino Freire (ao lado do Terminal de Integração da Praia Grande).

Em alta agora