Connect with us

Filmes

#Listade5 | Easter-eggs da Cultura Otaku em Jogador N°1

Diversos ícones pop japoneses deram as caras no longa-metragem.

O mais novo filme do cineasta Steven Spielberg a cada dia vem solidificando seu espaço na memória de muitos graças ao fato de ser um verdadeiro reduto de referências à Cultura Pop. Baseado no livro homônimo de Ernest Cline, o longa-metragem se aventura em easter-eggs (para além da narrativa) que dizem respeito aos universos da música internacional, cinema hollywoodiano e, é claro, dos games. O VOLTS já deixou sua crítica sobre a produção.

Só que outra fonte de referências também é bem presente na trama: a Cultura Otaku. Sim, em alguns momentos do filme fica evidente o quão importante é a Indústria Cultural do Japão para a formação de um repertório coletivo em torno do entretenimento midiático universal.

Fonte de diversas franquias de sucesso, o país asiático foi bem representado por elementos icônicos para fãs espalhados entre as gerações e países dos mais diversos. Confira agora cinco easter-eggs otaku encontrados em Jogador N°1:

 

1. A Moto do Kaneda / Akira (1988)

Uma das mais fácil de ser descoberta nos momentos iniciais do filme, a referência aqui é a um dos elementos icônico de um clássico do cinema de animação japonês: Akira (1988) de Katsuhiro Otomo. No filme, o personagem Shotaro Kaneda faz uso de uma moto completamente modificada em tons vermelhos e banco reclinado – numa clara evidência do futurismo cyberpunk presente na obra – e tal elemento ganhou destaque por seu design e mais ainda por coloração, que era a mais evidente na paleta de cores da animação.

Em Jogador N°1 a personagem Art3mis/Samantha usa uma réplica da moto durante o primeiro desafiou de James Halliday no OASIS. Infelizmente uma das cenas mais aguardadas não é representada: o drift feito por Kaneda. Tal cena já foi refeita por diversas vezes por outros animadores e cineastas numa clara referência ao filme de Katsuhiro Otomo. Era indispensável que ela estivesse em Jogador N°1 já que a própria moto estava em cena. Um erro cruel!

 

2. MechaGodzilla / Godzilla vs. MechaGodzilla (1974)

Mais antigo ainda, a cena em que Nolan Sorrento usa um artefato para assumir o controle da versão robótica do “Rei dos Kaijus” é a referência a um filme japonês muito mais velho que o anterior. Definitivamente conhecido como Godzilla vs. MechaGodzilla, o filme de 1974 é o 14° da franquia de sci-fi nipônica estrelada pelo lagartão gigante. Nessa película a Toho traz uma figura que tenta ser capaz de rivalizar com o temível monstro oriundo das águas do Mar do Japão.

O MechaGodzilla surge na década onde a explosão do gênero mecha dava seu passos iniciais para a dominação da Cultura Pop Japonesa com o surgimento da franquia Mazinger Z (1972) de Go Nagai e depois popularizada como Gundam (1979) e Macross (1982). No ano seguinte o filme ganhou uma sequência – mostrando o quanto a personagem foi bem aceita – que ganhou o nome de O Terror do MechaGodzilla. Os Estados Unidos, no entanto, só viram o primeiro filme em 1977.

 

3. RX-78-2 Gundam / Mobile Suit Gundam

Exclusiva do filme de Spielberg essa referência foi feita para substituir outra. No longa-metragem, durante a batalha final entre os Egg-Hunters ( liderado por Parzival/Wade) e o exército da IOI de Nolan Sorrento, Daito/Kojiro, um dos “cinco do topo” entra em combate com o intuito de interceptar o avanço do MechaGodzilla do vilão. Em um ato heroico ele salta de uma aeronave e, fazendo jus à sua descendência japonesa, invoca o poderoso RX-78-2 Gundam.

Num combate rápido, mas bem animado, vemos duas figuras emblemáticas da Cultura Pop Japonesa apresentando suas melhores formas e fazendo o coração de qualquer otaku velhaguarda se sentir satisfeito com seu ingresso pago.

Agora uma curiosidade: No livro de Enerst Cline isso é bem diferente. Na trama, Daito é morto tanto no jogo quanto na vida real por agentes da IOI. Coube a Wade enfrentar o MechaGodzilla utilizando um artefato do jogo que lhe concede os poderes do Ultraman, outro grande ícone da Cultura Otaku, mas especificamente para os fãs de tokusatsus.

 

4. Hadouken / Street Fighter (1987)

Não poderia ficar de fora o mais icônico dos movimentos especiais dos arcade games criados pelos japoneses. O hadouken – técnica assinatura de Ryu em Street Fighter – é a referência maior ao universo dos fliperamas de luta que ganharam o mundo nos anos 1980. No filme, Wade usa essa técnica durante sua luta final contra Nolan Sorrento. A execução foi menos elegante do que qualquer vez que Ryu venha a fazer isso nos jogos produzidos pela Capcom, mas mesmo assim valeu a referência.

 

5. As Chaves de Halliday e a Triforce / The Legend of Zelda (1986)

Esse último easter-egg não é tão evidente (e pode ser que nem seja de fato um easter-egg), mas em meio a tantos elementos de cultura pop fica muito complicado discernir de qual franquia vem determinada referência quando ela não é explicitada. No entanto, as chaves da vitória necessárias para se encontrar o Easter-Egg de Halliday tem uma forte e clara inspiração na Triforce, a relíquia sagrada do Reino de Hylure na narrativa de The Legend of Zelda (Nintendo).

Cada chave possui uma cor: Cobre (vermelho), Jade (verde) e Cristal (azul). As mesmas cores das três partes da Triforce: Poder (vermelho), Coragem (verde) e Sabedoria (azul).

Outra informação importante é que no filme o vencedor dos três desafios e portador das três chaves tem como direito receber o easter-egg final, se tornar milionário e realizar um desejo que permite que o OASIS continue existindo ou seja destruído para sempre; do mesmo modo a Triforce – quando reunida – concede um desejo ao seu portador e se estiver em mãos erradas pode significar o fim da vida no Reino de Hyrule. Quer mais referência que essa? The Legend of Zelda é um dos maiores clássicos dos jogos eletrônicos de RPG e um dos primeiros com uma jogabilidade aberta em puzzles e mapas abertos se popularizando entre amantes do gênero.

 

Bom, essas são as principais referências da Cultura Otaku que se pode encontrar em Jogador N°1. Há muito mais – algumas quase impossíveis de se descobrir assistindo apenas uma vez -, sendo algumas com personagens como Hello Kitty, Chun-Li etc. Fica o desafio para você tentar achar as outras.

Jogador N°1 está em cartaz nos cinemas e já registra a maior estreia de um filme de Steven Spielberg nos Estados Unidos nesta década.

Advertisement Image Map

Facebook

Volts Charts

Em alta agora