Connect with us

Artigos

Artigo | The Sinner e a nova fórmula de fazer suspense na TV

Série é original da USA Network, mas entrou no catálogo da Netflix neste mês.

The Sinner, minissérie de televisão adaptada no romance de 1999, de mesmo nome, da autora Petra Hammesfahr, chegou a Netflix neste mês e começou a ganhar notoriedade do público.

Sendo original do canal USA Network, transmitida na TV americana entre agosto e setembro, com oito episódios a série nos apresenta ao suspense psicológico de Cora Tannetti, vivida por Jessica Biel. Cora é uma mãe, aparentemente normal e com uma rotina entediante. Em um passeio de domingo na praia com a família, Cora esfaqueia um rapaz até a morte, em frente ao público, sem razões aparentes.

The Sinner acaba quebrando desde o primeiro episódio o padrão clichê de dramas/suspenses psicológicos, onde o fato é descobrir quem é o verdadeiro assassino/vilão, com plot twists acontecendo apenas no clímax da história. Cora não nega a culpa em momento algum, recusando ajuda de advogados e de julgamento.

Listamos alguns motivos que nos fizeram acreditar que The Sinner é sim uma série inovadora nesse formato. Leia:

Cora

Durante os oito episódios o telespectador terá uma relação de amor e ódio com a protagonista. Às vezes nós sentimos pena, tristeza, mas às vezes se tornam irritantes e inaceitáveis as atitudes sem explicações tomadas por Cora.

Contudo, sem a Cora como a que temos, e sem Jessica Biel nos dando um show na atuação de uma mulher instável, The Sinner não teria esse tom dramático e obscuro tão gostoso para quem é fã do gênero.

A família

Talvez essa seja uma das partes mais perturbadoras de toda a série. Cora foi criada por sua mãe, Elizabeth, vivida por Enid Graham, doutrinada pelo catolicismo, onde se é possível ver até três crucifixos em uma só parede. Cora tem uma irmã mais nova, Phoebe (vivida por Nadia Alexander), que nasce com linfoma e, segundo a mãe, o motivo de sua irmã ser doente são os seus pecados.

Enid e Nadia dão um show de atuação a todo o momento. Elizabeth é uma personagem que consegue deixar o telespectador agoniado a todo o momento que vem com seus aguamentos carregados de preceitos religiosos, mas sem nenhuma lógica para quem conhece verdadeiramente a Bíblia.

Logo você se pergunta: a mãe tem algo relacionado com os acontecimentos futuros de Cora? Talvez. Ela foi responsável por criar Cora que, logo, será o seu reflexo.

Já a irmã Phoebe só é verdadeiramente apresentada em uma segunda fase na série, onde conhecemos uma menina muito doente e que mal consegue andar, mas cheia de desejos sexuais insanos.

Bill Pullman

O ator chega à série como o detetive Ambrose. O interesse do investigador sobre o caso é tão grande que causa uma desconfiança geral, e o caso se torna tão próximo que durante os episódios vemos as conseqüências sobre a vida pessoal do detetive.

Mas, fugindo também do clichê das histórias que geralmente são adicionadas a séries de suspense para dar uma vida aos personagens secundários, The Sinner criou Ambrose com particularidades que podem ser tão surpreendentes quanto aos da vida de Cora.

(Photo by: Peter Kramer/USA Network)

Formula reformulada

Nesses últimos anos tivemos alguns suspenses, como Big Little Lies e The Night Of que trouxeram novas histórias, mas com o mesmo formato: instigar em descobrir o assassino/vilão ao final de tudo.

The Sinner nos entrega que Cora é uma assassina desde o trailer. O suspense principal surge na busca de diversas questões: por que Cora matou aquele homem? O que aconteceu com Cora quando pequena? Qual a ligação de Cora e o homem morto? Por que Cora tem cicatrizes em seus braços?

Isso são apenas algumas questões que vão aparecendo, sem sentido algum, mas que se conectam de forma natural ao final da narrativa.

(Photo by: Peter Kramer/USA Network)

Para quem gosta de plot twists, The Sinner lhe dá isso ao final de cada episódio. A história é harmônica, faz completo sentido, e o gostinho de “quero mais” chega ao seu paladar no final do oitavo episódio, apesar de sabermos no fundo da nossa consciência que uma segunda temporada provavelmente estragaria essa obra.

Os oito episódios de The Sinner entraram no catálogo da Netflix agora em novembro. Corre lá, vai maratonar.

Continue Lendo
INSCREVA-SE NO VOLTS PLAY
Comments

Em alta agora