Connect with us

Na Ilha

10 músicas mais populares do Maranhão no Spotify

Levantamento foi feito ao longo de 50 semanas pelo Volts Charts.

Foto: Divulgação/Soulvenir

Ao longo de 2018, um monitoramento feito pelo site maranhense Volts, por meio do Volts Charts, apontou as dez músicas maranhenses mais populares do ano no Spotify, principal streaming de áudio do mundo. Os lançamentos de mais de 30 artistas maranhenses foram monitorados ao longo de 50 semanas. O objetivo da pesquisa foi fomentar a profissionalização e divulgação do mercado de música no Maranhão. Veja, abaixo, o ranking das 10 músicas mais populares segundo o Volts Charts:

10º Em Cima de Mim – Yhago Sebaz

9º Órbita – Gabi Carvalho

8º Tu e a Luz – Ari Sousa

7º Kero Ver – Only Fuego feat Butantan

6º Sarrar – Enme Paixão

5º 333 – Gu7o

4º Fadinha – Frimes

3º Covardia – Sfanio

2º Gravity – Soulvenir

1º B.O.Y – Butantan feat Only Fuego

Volts Charts 2019

Em 2019, o Volts Charts também pretende trazer os dez principais destaques da música maranhense de cada semana, levando em consideração repercussão e número de streamings no Spotify – plataforma utilizada para mensurar a audiência de cada composição. Credencie seu single em charts@sitevolts.com.br.

Na Ilha

Jefferson Carvalho lança clipe romântico de “Uma Noite” – assista

O clipe é uma produção independente e quem assina a direção é o próprio artista.

Por

O cantor maranhense Jefferson Carvalho lançou, na última quinta-feira (6), o videoclipe da romântica faixa “Uma Noite”. Assista clicando no vídeo acima.

O clipe é uma produção independente e quem assina a direção é o próprio Jefferson Carvalho.  A equipe técnica é composta por profissionais de São Luís e Imperatriz – MA, cidades que são cenário do clipe.

Jefferson explica que “o clipe tem um visual sensual/romântico, acho que é justamente um incentivo pra gente não deixar de se expressar e de expressar os nossos sentimentos, quando a gente quer a companhia de alguém, ou quer dar amor. Nós LGBTs já somos muito reprimidos pela sociedade, a mensagem que queria passar com o clipe é justamente essa, não tenha medo de amar, mas não se sinta mal por ser livre sabe? esses rótulos não deveriam existir.”

O ARTISTA

Jefferson Carvalho é fotógrafo, diretor, cantor e compositor, sendo um artista imperatrizense apaixonado pela produção audiovisual. Sua vida e a própria arte sempre se misturam a ponto de seu trabalho demonstrar uma naturalidade nítida, refletindo seus próprios sentimentos.

Surreal é o seu EP de estreia, lançado em 11 de Abril de 2018 em todas as plataformas digitais. O EP conta a história sobre o ciclo do término do seu último relacionamento e esse é o que o artista chama de um encerramento de ciclo; o ponto de chegada de uma fase. O trabalho representa autoconhecimento, cura e principalmente o amadurecimento pessoal e profissional, das 6 faixas do EP, 5 ganharam clipes idealizados e produzidos de forma independente, onde o próprio artista assina a direção.

Hoje, Jefferson se sente mais aprofundado dentro do seu eu artista e em suas novas músicas. Seus próximos trabalhos serão lançados já em março de 2019, produções que bebem de uma variedade musical bastante visível, com identidade e originalidade.

Continue Reading

Na Ilha

42ª Festival Guarnicê de Cinema é lançado e anuncia programação

O Festival segue até o dia 21 de junho no Centro Histórico de São Luís.

Por

Trazendo como tema “Inovação e Tecnologia no Audiovisual”, a 42ª edição do evento foi lançada nesta terça-feira (11), em coletiva de imprensa, com a participação de representantes de instituições parceiras, do Governo do Maranhão, organizadores, entusiastas do cinema e jornalistas. Durante o encontro, foram apresentadas a programação e as novidades da edição deste ano, que será aberta oficialmente sexta-feira (14) no Teatro Artur Azevedo. O Festival segue até o dia 21 de junho no Centro Histórico de São Luís.   

Na solenidade de abertura, será exibido o filme “Eu Sou Brasileiro”, de Alessandro Barros e produção de Letícia Spiller. O filme terá sua pré-estreia no festival maranhense. A noite contará, ainda, com homenagens à Cemar, Banco do Nordeste e à Câmara Municipal de São Luís pelos 400 anos e ao apresentador maranhense José Raimundo Rodrigues. O cineasta e presidente do Júri técnico, Aly Muritiba também está entre os homenageados da 42ª edição.  

Inovação e tecnologia no Festival

Dentre as novidades do Festival Guarnicê, está a criação de um aplicativo que permitirá a participação direta do público nas votações das mostras competitivas. Lá, também será possível acessar a programação detalhada e estar por dentro das atualizações diárias sobre o festival. O app, desenvolvido por estudantes de Engenharia da Universidade Federal do Maranhão (UFMA), participantes da Empresa Júnior ADA, pode ser baixado na Play Store.

Outra novidade é a criação de novas mostras competitivas, com o objetivo de explorar as demais linguagens do audiovisual. São elas: Filmes de Curtíssima-Metragem; Videoclipes; Reportagem Televisiva e Filmes Publicitários.

Fortalecimento da produção local

O Guarnicê promove a exibição de filmes de todo o Brasil. Neste ano, foram 680 inscritos e 98 selecionados. E vários produtores maranhenses estão entre os participantes, tanto em mostras competitivas maranhenses quanto nacionais. Taciano Brito, cineasta maranhense que teve o curta “Marina” premiado na edição anterior tanto por júri popular quanto técnico, destaca o papel do Festival como incentivador para os produtores locais.

Continue Reading

Na Ilha

Boi Brilho do Sesc recebe as bênçãos para a sua 26ª temporada junina

Grupos da terceira idade convidados também integram a programação.

Por

Sinônimo de alegria e superação, o Boi Brilho do Sesc chega à sua 26ª temporada junina no Maranhão. Composto por 85 idosas do grupo do Sesc, com idade entre 60 e 90 anos, o grupo recebe as bênçãos de Santo Antônio para o início da agenda de apresentações neste sábado, dia 13 de junho, a partir das 16 horas, no Ginásio do Sesc Deodoro. Grupos da terceira idade convidados também integram a programação, abrilhantando o batizado.

Pioneiro no trabalho com a terceira idade, o Boi Brilho do Sesc é um dos mais tradicionais grupos da capital. Iniciando a sua formação em 1993, o seu primeiro sotaque foi o de matraca, passando mais tarde ao sotaque de orquestra. Atualmente se apresenta em diversos arraiais da cidade, entidades públicas, filantrópicas e privadas, participando inclusive de festejos no interior do estado, além de Encontros e Seminários.

Neide Rocha, que integra o grupo desde a primeira edição, lembra como tudo começou. “O boi era mais artesanal, de cofo e com fitas simples, mas a paixão pelo grupo já nasceu grande. E ao longo de 26 anos ela só cresce. É tão gratificante cantar e dançar, é uma alegria mútua, principalmente quando nos apresentamos nos hospitais e casas de apoio”, ressaltou a campeadora.

O Boi Brilho do Sesc é um grupo intergeracional, composto por idosos dos Grupos de Convivência do Sesc Deodoro e Turismo que desempenham os papéis de vaqueiro, campeador, Pai Francisco e Catirina e pelas netas dos componentes que participam como índias. Além da apresentação folclórica, eles também integram as diferentes etapas de produção da brincadeira: compõem toadas, preparam arranjos musicais, sugerem modelos de indumentárias e bordados e participam também da montagem das coreografias.

Fundado em 1993 por Clarice Barros, o Boi Brilho do Sesc visa contribuir para o envelhecimento ativo e saudável dos integrantes dos Grupos de Convivência do Sesc. O diretor musical do grupo é Chico Newman e o cantador e coreógrafo é Luís Carlos Pinheiro (Vovô).

Continue Reading